Descubra agora se sua profissão tem direito ao adicional de insalubridade.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Quais profissões tem direito ao adicional de insalubridade?

Muitas vezes o trabalhador  não sabe classificar se a atividade exercida é caracterizada como insalubre ou não, e isso pode ser um problema, afinal, o exercício de atividade insalubre pode garantir um adicional de insalubridade e até mesmo acesso a uma aposentadoria diferenciada, devido aos riscos da sua profissão.

Insalubridade

A insalubridade é definida como algo não salubre, ou seja, que pode ser indicado como algo doente e maléfico. Assim, existem diversas profissões que conforme a legislação são consideradas prejudiciais para a saúde do trabalhador, podendo ainda causar danos futuros, como, por exemplo, aqueles que trabalham expostos a agentes nocivos.

Além disso, a insalubridade ocorre dependendo do grau do agente nocivo bem como o tempo de exposição do trabalhador ao executar atividades consideradas insalubres.

Atividade insalubre

As atividades insalubres são aquelas em que o trabalhador é exposto a agente nocivo à sua saúde, acima dos limites considerados legais e reconhecidas pelo Ministério do Trabalho e Previdência.

Conforme a legislação, são considerados nocivos para a saúde:

  • ruídos excessivos;
  • radiação;
  • temperaturas extremas; e
  • agentes químicos.

Como consequência do exercício do trabalho em condição insalubre, acima dos limites de tolerância estabelecidos pelo Ministério do Trabalho e Previdência, o empregado deverá receber além do salário normal, um adicional correspondente à insalubridade..

Com relação a esse adicional, é preciso deixar claro que o mesmo é calculado em 40%, 20% ou 10% sobre o salário mínimo da região, conforme o grau de insalubridade.

Logo, o adicional de insalubridade equivale a:

  • Insalubridade de grau mínimo — 10% de adicional
  • Insalubridade de grau médio — 20% de adicional
  • Insalubridade de grau máximo — 40% de adicional

Atividades e Operações consideradas Insalubres

O adicional de insalubridade está previsto nos artigos 189 a 197 da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Os riscos são passíveis de gerar o benefício e os valores do adicional, definidos pela Norma Regulamentadora 15 (NR-15).

Sendo assim, veja a seguir todas as atividades e operações determinadas na NR-15 como insalubres:

  • Limites de tolerância para ruído contínuo ou intermitente;
  • Limites de tolerância para ruídos de impacto;
  • Limites de tolerância para exposição ao calor;
  • Radiações ionizantes;
  • Trabalho sob condições hiperbáricas;
  • Radiações não-ionizantes;
  • Vibrações;
  • Frio;
  • Umidade;
  • Agentes químicos cuja insalubridade é caracterizada por limite de tolerância e inspeção no local de trabalho;
  • Limites de tolerância para poeiras minerais;
  • Agentes químicos;
  • Benzeno;
  • Agentes biológicos.

Profissões

Confira a seguir as profissões mais comuns que podem ser consideradas insalubres:

  • Radiologista;
  • Soldador;
  • Mecânico;
  • Motorista de ônibus;
  • Operador de equipamento de petróleo, gás e mineração;
  • Eletricitário;
  • Profissões da construção civil;
  • Mineradores;
  • Profissionais da saúde;
  • Frentistas;
  • Coletores de materiais recicláveis e não-recicláveis;
  • Pessoas que trabalham em frigorífico;
  • Policial Militar.

PRESSIONE AQUI AGORA MESMO E FALE JÁ CONOSCO PARA MAIS INFORMAÇÕES!

Compartilhe nas redes!

Você, caro leitor, fique à vontade em utilizar nosso conteúdo em seu blog, site e redes sociais, para isso basta citar a fonte e o site (www.menezesbonato.adv.br).

Deixe um comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Recomendado só para você!
Temas de grande relevância no cenário previdenciário, a desaposentação e…
Cresta Posts Box by CP
Open chat