Teto da aposentadoria: uma realidade distante para muitos brasileiros. Saiba o motivo

O Teto do INSS é o valor máximo pago de benefício previdenciário pelo Instituto ao segurado.

Uma duvida muito frequente é: Contribuo com o teto do INSS, porquê não me aposentei com o valor do teto também?

Bom, se você já se fez essa pergunta, ou ficou assustado em saber que você não conseguirá receber o valor máximo do INSS, continue conosco que nós vamos esclarecer sua mente a cerca deste assunto.

O que é teto do INSS?

O Teto previdenciário corresponde ao valor máximo pago pelo INSS em um benefício devido ao segurado. O valor do teto previdenciário também é referência para o cálculo das contribuições previdenciárias dos beneficiários que desejam se aposentar com valores mais altos.

Esse valor é atualizado todos os anos pelo Governo Federal e tem como base a inflação mensurada pelo INPC, Índice Nacional de Preços ao Consumidor do ano anterior. E em 2022 esse valor é de R$ 7.087,22.

Por que ninguém consegue receber o teto do INSS?

Para responder essa questão é importante saber mais, como são feitos os cálculos dos benefícios concedidos antes e depois da Reforma da Previdência.

Mas já te adianto, é possível você receber um valor próximo ao teto do INSS, mas exatamente o valor do teto, não! Isso porque para conseguir se aposentar com o Teto Máximo do INSS é necessário grande parte das suas contribuições sejam feitas com base no valor máximo.

Ou seja, você deverá contribuir sob 20% do Texto do INSS, que atualmente é de R$ 7.087,22, um recolhimento mensal de R$1.417,44.

Já se você é empregado, deverá ter a remuneração mínima de R$ 7.087,22, para poder alcançar um valor próximo ao teto máximo no momento de solicitar a sua aposentadoria.

Mas a melhor explicação para essa pergunta é que o valor do teto é atualizado todos os anos, por isso quando os salários de contribuição são atualizados você acaba se afastando do valor do teto.

Por exemplo, se em 1995 você pagava um valor, que equivalia com o teto na época, hoje atualizando esse valor, você chega em um pouco mais de 6.000 reais.

É um valor ruim? Não, porém existem uma grande defasagem, considerando o teto previdenciário atual.

Com a Reforma da Previdência, a forma de cálculo do benefício foi alterada, e os cálculos de aposentadoria utilizam a média de todas as contribuições, desde 1994, o que dificultou o recebimento de aposentadoria no valor do teto do INSS.

Fonte: Jornal Contábil

PRESSIONE AQUI AGORA MESMO E FALE JÁ CONOSCO PARA MAIS INFORMAÇÕES!

Classifique nosso post post

Compartilhe nas redes!

Você, caro leitor, fique à vontade em utilizar nosso conteúdo em seu blog, site e redes sociais, para isso basta citar a fonte e o site (www.menezesbonato.adv.br).

Deixe um comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado só para você!
A lei que regulamenta a aposentadoria mista ou híbrida é…
Cresta Posts Box by CP