Você sabe quais licenças podem ser usadas na contagem da aposentadoria?

Quais licenças contam para aposentadoria?

Conheça quais são as licenças que o tempo de duração irá contar para obter o benefício da aposentadoria do INSS.

Existem momentos na vida laboral onde o trabalhador precisa se afastar das suas atividades, seja por motivo de doença por exemplo ou outras situações.

Quando o trabalhador se ausenta do trabalho por meio dessas licenças surge a dúvida se o tempo afastado conta para obtenção da aposentadoria.

No artigo de hoje vamos mencionar quais as licenças que o trabalhador pode tirar que contam para a aposentadoria.

Existem licenças que contam para a aposentadoria? 

A licença remunerada é prevista em lei, e as hipóteses mais comuns estão previstas no art. 473 da CLT.

Essa situação é quando o trabalhador necessita se afastar de suas atividades laborais, porém, possui uma autorização permitindo que se afaste de seu trabalho.

Essas licenças de trabalho causam um impacto de duas formas importante quando falamos em obtenção da aposentadoria, sendo eles o tempo de contribuição e a carência.

Quando falamos de licenças remuneradas, estamos falando das situações onde o trabalhador não sofre prejuízo em sua remuneração, pois as contribuições ao INSS continuam acontecendo.

Por esse motivo essas licenças não causam impacto na aposentadoria, pois seu tempo é contabilizado para obtenção do benefício.

Licenças mais comuns

Como mencionei a licença remunerada em suma maioria não causam prejuízos na aposentadoria, porém, nesse caso estamos falando sobre as licenças relacionadas aos trabalhadores CLT e o Regime Geral de Previdência Social (RGPS).

Os mais comuns onde o tempo ainda será somado a aposentadoria, são os seguintes abaixo:

  • Licença médica: é aquela com o período máximo de até 15 dias, onde o afastamento é concedido pela empresa.
  • Licença casamento: essa licença tem o período de até 3 dias consecutivos;
  • Licença maternidade: o período de duração do benefício é de quatro meses (120 dias) contados a partir do parto ou adoção.
  • Licença paternidade: comumente o trabalhador é liberado pelo período de 5 dias;
  • Licença Nojo/luto: em caso de falecimento de irmão, ascendente/descendente, cônjuge ou pessoa que viva sob sua dependência financeira, é concedido o prazo de dois dias (declarado em sua CTPS);
  • Licença para serviço militar obrigatório: nesse caso durante os primeiros 90 dias de afastamento, o trabalhador manterá sua remuneração.

PRESSIONE AQUI AGORA MESMO E FALE JÁ CONOSCO PARA MAIS INFORMAÇÕES!

Facebook
Twitter
LinkedIn
Fale com um Especialista!

Áreas de Atuação

Direito Previdenciário

Direito Trabalhista

Direito de Família

Direito Civil

Mais Populares

Saiba Se O Valor Da Sua Aposentadoria Está Correto! (1) - Menezes Bonato Advogados Associados
Saiba se o valor da sua aposentadoria está correto!
Veja 4 passos simples para antecipar sua aposentadoria do INSS!
Veja 4 passos simples para antecipar sua aposentadoria do INSS!
Como Solicitar O Benefício Da Aposentadoria Pelo Meu Inss - Menezes Bonato Advogados Associados
Veja como solicitar o benefício da aposentadoria pelo Meu INSS!
Saiba Tudo Sobre O Irpf 2024 Para Aposentados! - Menezes Bonato Advogados Associados
IRPF 2024 para aposentados: como funciona a declaração?
Saiba Tudo Sobre A Revisão Do Benefício De Aposentadoria - Menezes Bonato Advogados Associados
Saiba tudo sobre a revisão do benefício de aposentadoria!
Saiba Como Funciona E Quem Tem Direito à Aposentadoria Mental! - Menezes Bonato Advogados Associados
Saiba como funciona e quem tem direito à aposentadoria mental!

Quer agendar um atendimento?

Preencha o formulário ao lado, contando um pouco sobre que tipo de auxílio precisa, ou entre em contato através dos links abaixo.

Email

contato@menezesbonato.adv.br

Matriz

Telefone Fixo

(19) 3441-1181

Endereço Matriz

Rua Sete de Setembro, 602 - Centro - Limeira/SP

Unidade Av. Paulista

Telefone Fixo

(11) 2770-0041

Endereço Av. Paulista

Av. Paulista, 1636, 15° andar, Cerqueira César - São Paulo/SP

Formulário de contato

Qual área precisa de auxílio?